terça-feira, 2 de julho de 2013

A RECOMPENSA DOS IDÓLATRAS

Nada sabem, nem entendem; porque se lhe untaram os olhos, para que não vejam, e o coração, para que não entendam.Isaías 44.18

A idolatria é uma das práticas religiosas mais perigosas que o homem pode praticar, pois, atrás de um ídolo, há um demônio que cega quem a ela se dá. Em várias partes da Bíblia, o Senhor usa palavras pesadas contra os que fabricam, vendem ou veneram imagens, porque existe um só Deus e um só Senhor a quem devemos temer (1 Co 8.6). Por isso, aquele que se desvia da verdade, inexoravelmente, cai nas mãos dos espíritos malignos. Então, fuja de qualquer tipo de idolatria.Os que possuem imagens, ainda que digam que é só para lembrar os que serviram ao Senhor no passado, não sabem o perigo que correm. O Altíssimo declara que estes ficarão como os ídolos que cultuam: tendo olhos, ouvidos, boca e mãos, não veem, não ouvem, não falam nem apalpam (Sl 115.4-8). Ora, os idólatras estão debaixo da maldição da estupidez e, por isso, no fim dos tempos, provarão a segunda morte – a separação eterna de Deus (Ap 21.8).O inimigo que faz alguém criar, vender ou adorar um ídolo é mau. A pessoa pode até ter um pouco de luz, mas, ao se voltar para esse tipo de culto, perde o pouco de entendimento que possui. Então, ela é capaz de criar a coisa mais perigosa: uma doutrina de demônios (1 Tm 4.1). Isso porque o que o idólatra entende não vem de Deus, pois ele não tem a mente de Cristo e, com o tempo, pode praticar atos absurdos, já que a luz que nele há são trevas (Mt 6.23b).Em Seu zelo para que ninguém caia no erro, o Criador condena veementemente esse culto vil e perverso (Êx 20.4,5). A idolatria veio para que as pessoas tirassem os olhos da fé e passassem a ser conduzidas pelas mentiras do enganador-mor, o diabo. Em toda a história da Igreja, desde o início das práticas espirituais contrárias à Palavra de Deus, o diabo tem conseguido fazer valer as suas mentiras maldosas.Na verdade, nem mesmo uma simples lembrança material que alguém possa ter criado com o propósito de nos fazer pensar no Senhor deve ser aceita, pois traz uma maldição que influenciará a pessoa para o mal, ainda que seja para decoração, como alguns afirmam. Portanto, não se deixe enganar por nada que o adversário diz, porque ele é tão pernicioso, que, só em reparar nele, a pessoa já se contamina.Se você não quer ficar preso nas mãos dos espíritos malignos, não aceite nem tolere qualquer forma ou ideia idólatra em sua vida. Sua redenção é um fato consumado; por isso, voltar ao passado sujo e pecaminoso é a pior loucura que você pode fazer. Fomos libertos para viver no Reino da Liberdade – o Evangelho. Não tolere fazer do seu pastor ou de qualquer outra pessoa um ídolo. Fuja desse tipo de pecado.

Nenhum comentário: