terça-feira, 2 de julho de 2013

O TRISTE DESTINO DOS VAIDOSOS

Efraim está oprimido e quebrantado no juízo, porque quis andar após a vaidade. Oseias 5.11

A vaidade é o grito de um coração rebelde contra o louvor que ao Senhor é devido. O vaidoso não reconhece que o que ele é, o que tem e o que pode fazer vêm de Deus. Os demônios que levam uma pessoa a esse estágio saltam de felicidade, pois ela será oprimida e quebrantada no juízo. Então, em vez de se livrar dos problemas, ela verá o seu pleito não atendido e, além disso, sairá quebrantada da batalha.Embora Efraim tenha sido uma das tribos de Israel, muitas vezes seu nome era tomado para representar toda a nação. Os israelitas prosperaram, o que era natural, pois foram colocados na terra que manava leite e mel (Js 21.43). Mas, em vez de render glórias ao Todo-Poderoso por lhes ter concedido tantas bênçãos, eles, dominados pela ingratidão, afastaram-se do Altíssimo e entregaram-se às práticas das outras nações – o que Deus lhes havia proibido.A história tem-se repetido em todas as gerações. Não são poucas as famílias que foram alcançadas pela Palavra de Deus, mas, depois, quando havia paz, prosperidade e segurança, deixaram-se levar pela tentação de achar que isso lhes ocorreu por acaso. Muitas vezes, os pais continuaram firmes na fé, mas os filhos se desviaram por completo. Então, o diabo voltou a atacá-los com doenças, desastres e demais aflições.Por que isso acontece? Por causa da vaidade! Ora, quem se deixar levar por qualquer tentação, em qualquer setor ou nível, verá que seu ato é como esbofetear o rosto de Cristo. Jesus pagou um preço tremendo para a nossa redenção eterna e total libertação do reino maligno. No entanto, quem não vigia e não ama o Senhor como deveria volta a ser escravizado pelos sofrimentos.É preciso vigiar dentro de casa, pois os nossos adversários podem ser membros da nossa família, pessoas que, aos olhos humanos, jamais fariam mal a nós (Mt 10.36). Alguns seriam capazes até de nos doar um órgão do próprio corpo, se necessário; contudo, por não terem experimentado o novo nascimento e, ao mesmo tempo, serem religiosos ou não, eles nos dão certos conselhos que, se aceitos, fazem com que fiquemos nas mãos do diabo.Os efraimitas não vigiaram; por conta disso, a vaidade voltou a possuir o coração deles. Eles não acreditaram que, quando fossem a juízo contra seus inimigos, seriam oprimidos e quebrantados. Mas foi exatamente isso o que aconteceu. Se você permitir que a vaidade o domine, o mesmo pode ocorrer com sua vida.Muitos devem ter rido de Oseias, mas, quando os assírios os levaram em cativeiro, lembraram-se da advertência do profeta quando já era tarde, pois o julgamento havia acontecido e, assim, jamais voltaram a ser uma nação.

Em Cristo, com amor,

LbL

Nenhum comentário: